O Go Skate Day, evento organizado de forma independente desde 2010 em São Paulo, começou a despertar o interesse da prefeitura de São Paulo…

Skatistas protestam contra preconceito e apropriação de evento pela prefeitura

Skatistas protestam contra preconceito e apropriação de evento pela prefeituraO Go Skate Day, evento organizado de forma independente desde 2010 em São Paulo, começou a despertar o interesse da prefeitura de São Paulo…


Skatistas protestam contra preconceito e apropriação de evento pela prefeitura

Foto: Gustavo Oliveira/Democratize

O Go Skate Day, evento organizado de forma independente desde 2010 em São Paulo, começou a despertar o interesse da prefeitura de São Paulo neste ano. A organização e os skatistas reclamam de uma possível “apropriação” do evento por parte da prefeitura, que nunca dialogou com a comunidade skatista da capital.


“A cultura do skate não será apropriada”.

É assim que começa o bate-papo no ato convocado por skatistas e entusiastas no vão livre do Masp, na noite desta terça-feira (21) em São Paulo.

Dezenas de adeptos do skate se encontraram para debater e protestar contra a prefeitura da capital, sob comando do petista Fernando Haddad. Segundo o Rafael, universitário e um dos organizadores do ato, a gestão paulistana tenta se apropriar do evento neste ano. “O skatista já é julgado e esse tipo de preconceito é horrível, qualquer tipo de preconceito é horrível”, disse Rafael, em entrevista ao Democratize.

Para a maioria dos skatistas, a prefeitura peca em tentar se apropriar do evento em um ano eleitoral, ainda mais pela situação das pistas de skate ao redor da cidade — em sua maioria precárias, segundo a organização do ato desta terça.

Foto: Gustavo Oliveira/Democratize

Boa parte dos presentes também falaram sobre a repressão da Polícia Militar e da Guarda Civil Metropolitana contra os adeptos da cultura do skate.

Logo no começo da gestão Haddad, em janeiro de 2013, dois skatistas foram agredidos por um guarda municipal na Praça Roosevelt, região central de São Paulo. O caso repercutiu nacionalmente, gerando a suspensão do guarda.

Recentemente, o caso mais grave aconteceu no metrô da cidade, responsabilidade do governo estadual — de Geraldo Alckmin (PSDB). Um jovem que carregava seu skate foi agredido por seguranças após tentar comprar bilhete na estação Sé. O caso gerou grande repercussão nas redes sociais e na mídia, causando o afastamento dos seguranças envolvidos.

De lá pra cá, pouca coisa mudou de fato, principalmente nas regiões mais periféricas da capital, onde o skate ainda é visto como uma forma de vandalismo irresponsável, e pistas continuam abandonadas e sem reformas.

Ao mesmo tempo, é a gestão Haddad que inaugurou em março deste ano o primeiro centro de esportes radicais da cidade. Localizado na Marginal Tietê, o centro tem três pump tracks, que são pistas que atendem skate, bike BMX, patins e patinete. Ambas possuem diferentes níveis técnicos, como iniciante, intermediário e avançado, e foi projetada e elaborada por especialistas no tema, com um investimento da prefeitura no valor de R$13,4 milhões.

Foto: Gustavo Oliveira/Democratize

Outra medida positiva da prefeitura foi a liberação do skate nas ciclovias da cidade, junto ao patins, cadeiras de roda e claro — as bikes.

O evento, celebrado mundialmente, será no dia 26 de junho (domingo) — ao contrário das outras cidades de diferentes países, que costumam realizar o evento todo dia 21 deste mês.

Mais de 5,5 mil pessoas confirmaram presença no evento através do Facebook, com concentração no vão livre do Masp às 09h30. No roteiro do evento, skatistas devem passar pela Avenida Paulista, Rua da Consolação, Praça Roosevelt, Praça da Sé, Teatro Municipal, Avenida São João, Elevado Costa e Silva, finalizando na Praça Roosevelt posteriormente.

Veja abaixo o vídeo produzido pela Agência Democratize sobre o ato dos skatistas nesta terça, no vão livre do Masp.

By Democratize on June 22, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: