Com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo, a Polícia Militar dispersou centenas de estudantes da FMU (Centro Universitário das…

Por causa de trote em uma faculdade, PM usa bombas e gás lacrimogêneo

Por causa de trote em uma faculdade, PM usa bombas e gás lacrimogêneoCom bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo, a Polícia Militar dispersou centenas de estudantes da FMU (Centro Universitário das…


Por causa de trote em uma faculdade, PM usa bombas e gás lacrimogêneo

Foto: Francisco Toledo/Democratize

Com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo, a Polícia Militar dispersou centenas de estudantes da FMU (Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas) em São Paulo nesta segunda-feira (15), na Liberdade. Ação teria ocorrido por causa de trote, mas estudantes alegam violência desproporcional por parte dos policiais.


A já tradicional “recepção dos bixos” na Rua Taguá, com os estudantes da FMU, acabou virando caso de polícia.

Vários relatos e vídeos nas redes sociais mostram a ação policial completamente desproporcional, digna de repressão em nível de manifestações do Movimento Passe Livre, como ocorreram em 2013 e neste ano.

No vídeo abaixo, a Tropa de Choque chegou a atacar bombas de efeito moral dentro de uma padaria, onde estavam escondidos os estudantes, que tentavam fugir do gás lacrimogêneo.

Ainda segundo relatos, por causa da correria, vários alunos acabaram sendo assaltados.

Centenas de pessoas ocupavam a Rua Taguá na noite desta segunda-feira, antes de começar a ação policial. A Secretaria de Segurança Pública ainda não divulgou nota oficial justificando o motivo da ação dos policiais na região.

A violência por parte dos policiais virou assunto nas redes sociais.

Não é a primeira ação repressiva da Polícia Militar neste ano em uma faculdade em São Paulo.

Meses atrás, antes do processo de votação de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), a PM atacou estudantes da PUC no bairro de Perdizes, na chamada ‘Batalha da PUC’.

Policiais atiraram bombas de efeito moral contra a universidade, além de ferir vários estudantes, com o objetivo de “proteger” os manifestantes a favor do impeachment de Dilma, que organizavam um ato naquele dia.

By Democratize on August 16, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: