Utilizando a “Calculadora da Desigualdade”, um aplicativo da ONG Oxfam, descobrimos que um deputado federal no Brasil precisaria trabalhar…

Para ter a renda de um multimilionário, deputado teria de trabalhar 3 anos; os mais pobres 319 anos

Para ter a renda de um multimilionário, deputado teria de trabalhar 3 anos; os mais pobres 319 anosUtilizando a “Calculadora da Desigualdade”, um aplicativo da ONG Oxfam, descobrimos que um deputado federal no Brasil precisaria trabalhar…


Para ter a renda de um multimilionário, deputado teria de trabalhar 3 anos; os mais pobres 319 anos

Foto: Reinaldo Meneguim/Democratize

Utilizando a “Calculadora da Desigualdade”, um aplicativo da ONG Oxfam, descobrimos que um deputado federal no Brasil precisaria trabalhar pelo menos 3 anos para ter a renda mensal de um multimilionário. Já a camada mais pobre da sociedade, precisaria de pelo menos 319 anos para acumular a mesma riqueza.


Por Francisco Toledo

O fenômeno da desigualdade social continua avançando na América Latina — principalmente em um delicado momento de crise enfrentado pelo continente.

E desta vez, nem o Brasil ficou de fora.

Segundo dados divulgados em um relatório feito pela ONG Oxfam, os multimilionários ganham em 1 mês o mesmo que 43 anos de salário mínimo. As informações foram colhidas em 2014 — portanto, dois anos antes do momento mais grave da crise econômica até o momento.

Para medir o absurdo que se tornou a desigualdade social na América Latina e no Brasil, a ONG criou uma “Calculadora”, para você medir e comparar sua renda com as demais classes da sociedade brasileira.

Para tanto, a Oxfam separou os brasileiros em 10 grupos, com 20 milhões em cada faixa. Os mais pobres, possuem uma renda de zero a R$232 por mês por pessoa; já na faixa mais alta, estão as pessoas que ganham mais de R$2.600,00 por mês. Por sua vez, os multimilionários estão fora dessas categorias, por representar uma parcela muito pequena da população — apenas 0,002%.

Com esse aplicativo, resolvemos então questionar: em um momento tão delicado de crise, o governo interino de Michel Temer pretende realizar cortes no bolso do trabalhador. Mas, quando o assunto é o funcionamento do Congresso e do Judiciário, a austeridade passa longe.

Nesta sexta-feira (29), Temer sancionou o reajuste de salário dos servidores da Câmara, por exemplo. De acordo com o texto, o reajuste — que alcançará 20,25% do salário de forma escalonada, em quatro anos — começa com 5,5% calculado a partir de 1º de janeiro de 2016. Em janeiro do próximo ano, serão aplicados mais 5% sobre as remunerações vigentes em 31 de dezembro deste ano. Além disso, o próprio Congresso e o governo interino confirmaram recentemente também o reajuste para os servidores do Judiciário — cerca de 41% de forma escalonada, em oito parcelas.

Pagando o pato | Foto: Felipe Malavasi/Democratize

> O salário de um deputado comparado ao de um multimilionário

Um multimilionário ganha, em média, R$456.474 por mês, segundo informações da Oxfam.

Já um deputado federal, conta com seu salário fixo de R$33.700,00 bancados pela própria população.

Segundo a “Calculadora da Desigualdade”, para alcançar a renda mensal de um multimilionário, um deputado precisaria trabalhar por 3 anos e 4 meses — levando em conta o cenário padrão no Congresso, que é um deputado casado e com dois filhos.

Utilizando a mesma comparação, um cidadão de classe média alta com o mesmo número de pessoas na família precisaria trabalhar por 18 anos e 4 meses. Uma pessoa da classe média comum, trabalharia por 42 anos e 10 meses para ter a renda mensal de um multimilionário. Já a Classe C, são 63 anos e 8 meses para obter esse valor.

Porém, o número mais surpreendente vem da camada mais pobre da sociedade, representada por quase 20% da população. Para ter a renda mensal de um multimilionário, uma família pobre precisaria trabalhar por 319 anos e 1 mês.

Gráfico: Democratize

Outro cálculo feito pela Agência Democratize utilizando a calculadora foi o tempo gasto por um multimilionário para obter a renda mensal de um deputado, além dos demais grupos.

  • Deputado federal: para conseguir a renda mensal de um deputado, o multimilionário precisaria trabalhar cerca de 18 horas e 1 minuto;
  • Classe média alta: para obter a renda mensal de uma família de classe média alta, o multimilionário trabalharia por 3 horas e 17 minutos;
  • Classe média: apenas 1 hora e 25 minutos gastos por um multimilionário para ter a renda mensal de uma família de classe média comum;
  • Classe C: cerca de 57 minutos é o tempo gasto pela camada mais rica da sociedade para ter o salário mensal de uma família da classe C;
  • Mais pobres: em 12 minutos, uma pessoa extremamente rica consegue obter a renda mensal de uma família na pobreza.

> Outros números

Ainda segundo o relatório da Oxfam, a fortuna de multimilionários é pelo menos 7,8% superior ao investimento feito pelo governo federal na Saúde em 2014; entre 2010 e 2014, os “super ricos” tiveram uma fortuna 6,6% superior ao investimento público na Educação. Essa camada da sociedade controla 37% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil.

Outro dado alarmante, sobre a América Latina em geral, é a diferença nos ganhos financeiros entre homens e mulheres. Segundo o relatório, há mais mulheres pobres do que homens pobres no continente.

Estima-se que as mulheres recebem em média 22% a menos da remuneração dos homens na América Latina.

A ONG ainda elaborou uma tabela resumindo “algumas das diferentes formas de captura política na América Latina e no Caribe”, citando como mecanismo de capura a influência na definição de políticas públicas, leis e marcos regulatórios; a corrupção; o clientelismo; e o papel dos meios de comunicação: “As elites utilizam os recursos públicos e privados para comprar os meios de comunicação com o objetivo de promover as ideias que as favoreçam ou para sancionar aquelas que vão ao encontro de seus interesses”.

O relatório ainda destaca a lista da Forbes, especificando os 4 setores que mais contribuem para a maior riqueza dos milionários na América Latina, sendo eles: Telecomunicações (19%); Bebidas (19%); Indústrias Extrativas (12%); Setor financeiro (19%); Outros (31%).

Para ter acesso ao relatório completo, clique aqui.

Foto: Gabriel Soares/Democratize


Francisco Toledo é co-fundador e fotojornalista pela Agência Democratize em São Paulo

By Democratize on July 30, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: