“Vamos salvar o Cunha, ele nos salvou do PT”, “MeuMalvadoFavorito mas por favor, pare de roubar”. O Democratize selecionou alguns coment…

Os 5 comentários mais absurdos em defesa de Eduardo Cunha em seu Facebook

Os 5 comentários mais absurdos em defesa de Eduardo Cunha em seu Facebook“Vamos salvar o Cunha, ele nos salvou do PT”, “MeuMalvadoFavorito mas por favor, pare de roubar”. O Democratize selecionou alguns coment…


Os 5 comentários mais absurdos em defesa de Eduardo Cunha em seu Facebook

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

“Vamos salvar o Cunha, ele nos salvou do PT”, “MeuMalvadoFavorito mas por favor, pare de roubar”. O Democratize selecionou alguns comentários bizarros em defesa do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) em sua página oficial no Facebook, após votação do impeachment no domingo (17).

Algumas pessoas achavam que tudo o que ocorreu até o último domingo foi uma lição da sociedade civil para os políticos, contra a corrupção.

Pois é. Mas não tá sendo bem assim.

A população conheceu mais de perto o seu Congresso Nacional, os seus deputados federais, tudo exibido em rede nacional nos principais canais de TV do país.

No final das contas, parecem não ter gostado muito.

Prova disso é que, pelo menos nas redes sociais, fica a impressão que muitas pessoas que anteriormente apoiavam o impeachment acabaram mudando de ideia. Bastou o show de horrores do domingo para perceber que uma Câmara dos Deputados como essa não conta com a menor legitimidade para decidir se um presidente da República deve ficar ou não no cargo.

Mas, entre alguns pulos no muro, parece existir um pequeno grupo nas redes sociais que beira o absurdo.

Estamos falando dos fãs do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), que ficará reconhecido na história como um dos principais articuladores do impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

O Democratize resolveu separar alguns comentários postados por seguidores do deputado em sua página oficial, após o término da votação pelo impeachment no domingo (17).

Porém, antes precisamos deixar bem claro do que estamos falando:

No ano passado, a Procuradoria Geral da República (PGR) recebeu da Suíça extratos bancários e documentos que indicam que Eduardo Cunha era titular de quatro contas no país. Em uma, segundo informou o MP suíço, houve um depósito de 1,3 milhão de francos suíços. Para a PGR, trata-se de dinheiro de propina oriundo de contrato de exploração de um campo de petróleo em Benin, na África. Preso na Lava Jato, João Augusto Rezende Henriques, um dos operadores do PMDB no esquema de corrupção, também afirmou em depoimento à Polícia Federal que fez uma transferência ao exterior para um conta de Cunha. A transferência seria referente à compra pela Petrobras de uma área de exploração de petróleo em Benin, na África.

Já na Lava Jato, o delator Fernando Soares (conhecido como Baiano) confirmou em seus depoimentos de delação premiada que Cunha recebeu pelo menos U$5 milhões em propina por contratos de aluguel de navios-sonda pela estatal. Em um de seus depoimentos, Baiano afirmou que entregou quantia entre R$1 milhão e R$1,5 milhão em espécie no escritório de Cunha.

Ainda no ano passado, o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo, afirmou em depoimento à Justiça Federal do Paraná que Cunha pediu propina de U$5 milhões. Camargo disse que foi pressionado por Cunha a pagar U$10 milhões em propinas para que um contrato de navios-sonda da Petrobras fosse viabilizado.

Para encerrar a lista de crimes mais recentes (dos últimos 5 anos apenas), Cunha também foi citado por Eduardo Vaz da Costa Musa, ex-gerente da Área Internacional da Petrobras. Musa afirmou que era de Cunha a “palavra final” nas indicações políticas para cargos na Área Internacional da empresa.

Dito isto, é hora de analisar a gravidade dos comentários abaixo.

Reprodução/Facebook

O primeiro comentário pede que a população “salve Cunha”, já que ele teria “nos salvado do PT”. O rapaz ainda diz que se Cunha quiser, “ele pode devolver o que recebeu por fora”.

Outro comentarista diz ter ficado triste e chocado com os “graves comentários” proferidos por deputados contra sua pessoa, durante a votação do impeachment no domingo.

Já outro rapaz diz que, independente das acusações feitas contra Cunha, ele será lembrado por “evitar que o Brasil se tornasse uma Venezuela”.

O penúltimo comentário diz que Cunha é seu “malvado favorito” (usando como exemplo a frase dita pelo deputado Feliciano sobre o presidente da Câmara na semana passada). E ainda, no final, pede que o deputado “pare de roubar”.

O outro, finalizando, comparou Cunha com Sansão.

A pergunta que fica é: será que tudo isso que aconteceu no Brasil nos dois últimos anos, realmente foi “contra a corrupção”?

By Democratize on April 20, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: