Para o linguista e filósofo norte-americano, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff é guiado por uma “gangue de ladrões”, e…

Noam Chomsky: “Dilma está sendo acusada por uma gangue de ladrões”

Noam Chomsky: “Dilma está sendo acusada por uma gangue de ladrões”Para o linguista e filósofo norte-americano, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff é guiado por uma “gangue de ladrões”, e…


Noam Chomsky: “Dilma está sendo acusada por uma gangue de ladrões”

Foto: Reprodução/St Davids Hall Cardiff

Para o linguista e filósofo norte-americano, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff é guiado por uma “gangue de ladrões”, e segue um padrão adotado em países como Paraguai e Honduras.


O afastamento da presidente Dilma Rousseff continua sendo assunto na mídia estrangeira.

Desta vez, foi a vez do canal de TV norte-americano Democracy Now abordar o tema, entrevistando um dos maiores pensadores do século XX, Noam Chomsky.

Na entrevista, Chomsky afirma existir uma espécie de “novo padrão” no governo Obama para os Estados Unidos lidarem com a questão política na América Latina, citando a queda questionável de presidentes em países como Paraguai, Honduras, Haiti e agora no Brasil.

“A América Latina tem, em grande medida, se libertado do domínio estrangeiro — principalmente a dominação dos EUA nos últimos 10 ou 15 anos. Este é um desenvolvimento considerável em questões mundiais. É a primeira vez em 500 anos”, diz Noam. Segundo o linguista e filósofo, esse progresso ocorreu justamente porque o governo Bush esteve focado em sua política externa no Oriente Médio, abrindo espaço para a atuação de setores progressistas no continente latino-americano.

Mas mesmo assim, isso não impediu tentativas de golpe contra governos na América Latina com apoio dos Estados Unidos.

Noam citou a experiência venezuelana — “[o golpe] Na Venezuela em 2002 teve sucesso por alguns dias, com o apoio dos EUA, foi derrubado por reação popular”.

Utilizando o exemplo venezuelano com os de países como Paraguai, Haiti e Honduras, Noam comparou esses acontecimentos com o que ocorre hoje no Brasil.

“O que acontece hoje no Brasil é muito lamentável de várias maneiras”, diz ao citar a mudança estrutural e política interna do Partido dos Trabalhadores, que antes era considerado um grupo de esquerda resistente contra a máquina do sistema mas hoje se adequou aos pontos maléficos da máquina política, como a corrupção e as alianças pela governabilidade.

“Por outro lado, o que está acontecendo agora é uma espécie de golpe brando”, diz ao questionar o fato de que a presidente Dilma, apesar de todos os males de seu partido, é uma das únicas pessoas dentro do governo que não enfrenta investigações sobre possíveis casos de corrupção.

“Ela está sendo acusada de manipulações no orçamento, que são práticas comuns em muitos países, tirar de um bolso para colocar em outro. Talvez seja uma prática ruim de alguma maneira, mas certamente não justifica impeachment”.

Para ver a entrevista completa, veja no vídeo abaixo.

By Democratize on May 18, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: