No mesmo dia em que a Polícia Civil realizou mais uma operação na sede da organizada, a Gaviões da Fiel foi pra rua em São Paulo para…

Mesmo com perseguição política, Gaviões leva 3 mil na rua contra a Máfia da Merenda

Mesmo com perseguição política, Gaviões leva 3 mil na rua contra a Máfia da MerendaNo mesmo dia em que a Polícia Civil realizou mais uma operação na sede da organizada, a Gaviões da Fiel foi pra rua em São Paulo para…


Mesmo com perseguição política, Gaviões leva 3 mil na rua contra a Máfia da Merenda

Foto: Fernando DK/Democratize

No mesmo dia em que a Polícia Civil realizou mais uma operação na sede da organizada, a Gaviões da Fiel foi pra rua em São Paulo para protestar contra a Máfia da Merenda, que tem como maior suspeito o deputado estadual Fernando Capez (PSDB), conhecido por perseguir as organizadas nos anos 90.

A sede da torcida Gaviões da Fiel, que é a principal organizada do Corinthians, chegou a ser lacrada e interditada nesta sexta-feira (15) pela Polícia Civil. A invasão contra a sede da Gaviões foi liderada pelo próprio secretário de Segurança Pública do Estado, Alexandre de Moraes, que chegou a comparecer no local.

A Polícia Civil cumpriu 69 mandados em oito cidades paulista e em Uberaba (MG) em resposta aos conflitos no último clássico entre Palmeiras e Corinthians, no dia 3 de abril, quando um bala perdida matou um pessoa.

A SSP aproveitou a ocasião para afirmar que a Gaviões estava com problemas de documentação, envolvendo alvará e a falta de laudo técnico atualizado do Corpo de Bombeiros, segundo informações do próprio secretário.

Em resposta aos casos de perseguição política que a Gaviões tem sofrido nas últimas semanas, os torcedores resolveram ocupar as ruas da capital nesta sexta-feira para protestar contra a Máfia da Merenda, e também contra a perserguição que tem sofrido.

Foto: Gabriel Soares/Democratize

Muitos torcedores da organizada afirmam que a perseguição contra a torcida neste ano começou justamente por causa das manifestações realizadas pela Gaviões e outras organizadas do time paulista.

Em janeiro, ambas levaram cartazes com cunho político para dentro dos estádios, com palavras de ordem contra o deputado estadual Fernando Capez (PSDB), que é o principal envolvido na chamada Máfia da Merenda. Além dele, outro alvo foi a Federação Paulista de Futebol, junto com a CBF e a Rede Globo.

Por diversas vezes a Polícia Militar acabou interferindo na situação, entrando em confronto na arquibancada após ordens diretas da SSP para retirar as faixas dos jogos.

Foto: Alice V/Democratize

As investigações da chamada Máfia da Merenda chegam cada vez mais perto do deputado federal Fernando Capez.

Capez ficou conhecido nos anos 90 por ser atuado como promotor de justiça nos casos de violência entre torcidas organizadas. Foi durante seu trabalho, em meados de 1995, que ocorreu a maior perseguição contra essas torcidas, após uma briga durante o jogo do Palmeiras e do São Paulo. A partir dai, algumas torcidas organizadas foram colocadas na clandestinidade, forçando seus organizadores a mudarem o nome da organização para continuar com suas atividades.

Veja o vídeo abaixo.

Veja mais fotos do ato, com clicks da fotógrafa Alice V, para o Democratize:

By Democratize on April 16, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: