Mais de 50 mil pessoas participaram de uma grande manifestação em defesa da democracia e contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff…

Manifestação pela democracia marca aniversário do golpe e cutuca a Globo

Manifestação pela democracia marca aniversário do golpe e cutuca a GloboMais de 50 mil pessoas participaram de uma grande manifestação em defesa da democracia e contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff…


Manifestação pela democracia marca aniversário do golpe e cutuca a Globo

Foto: Reinaldo Meneguim/Democratize

Mais de 50 mil pessoas participaram de uma grande manifestação em defesa da democracia e contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (31). A data marcou o aniversário de 52 anos do golpe militar, ocorrido em 1964. Manifestantes ainda levaram cartazes e cantaram gritos de guerra contra a Rede Globo.

Em São Paulo, a Praça da Sé anoiteceu vermelha nesta quinta-feira.

Parte de uma mobilização nacional em defesa do governo Dilma Rousseff, manifestantes tomaram o centro da capital logo no começo da tarde. Estudantes se encontraram na República e marcharam juntos até a Sé, enquanto um grupo das torcidas organizadas do Corinthians se mobilizaram de um protesto na Alesp contra a Máfia da Merenda até o centro, para participar da manifestação.

No total, mais de 50 mil pessoas participaram — 40 mil segundo o Datafolha.

Outras manifestações ocorreram ao redor do país em diversas capitais. Em Brasília, os organizadores afirmam que mais de 200 mil pessoas participaram da marcha. Já no Rio de Janeiro, com a presença ilustre do cantor Chico Buarque, cerca de 100 mil pessoas tomaram as ruas contra o impeachment.

Foto: Fernando DK/Democratize

Recentemente, diversos intelectuais e membros da classe artística nacional gravaram um vídeo em defesa da democracia e contra o pedido de impeachment, que avança cada vez mais no Congresso.

Nomes como Caetano Veloso, Tico Santa Cruz, Xico Sá e Emicida fizeram parte das gravações.

A mobilização em defesa do governo Dilma Rousseff tem surpreendido até mesmo os meios de comunicação mais tradicionais que, mesmo assim, continuam fazendo pouco caso — a edição desta noite do Jornal Nacional reservou poucos segundos sobre os protestos desta quinta-feira.

Não por acaso, neste dia 31 de março chegamos ao aniversário de 52 anos do golpe militar, em 1964, que derrubou o democraticamente eleito presidente Jango. Na época, mobilizações similares ocorreram ao redor do país, partindo de grupos de direita cristã e movimentos populares e sindicais, contra e a favor do então presidente.

Por isso, muitos manifestantes levaram cartazes relacionando a participação da Rede Globo de Roberto Marinho no governo militar, o qual recebeu apoio da emissora.

Veja mais fotos do ato desta quinta em São Paulo, por Reinaldo Meneguim, Daniel Arroyo e Fernando DK para o Democratize.

Foto: Reinaldo Meneguim/DemocratizeFoto: Fernando DK/DemocratizeFotos: Daniel Arroyo/Democratize

By Democratize on April 1, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: