Acompanhamos a rotina dentro de 13 escolas ocupadas em São Paulo, no final do ano passado. Registramos os protestos, a repressão e a ang…

Estamos gravando um documentário sobre as escolas ocupadas e precisamos da sua ajuda

Estamos gravando um documentário sobre as escolas ocupadas e precisamos da sua ajudaAcompanhamos a rotina dentro de 13 escolas ocupadas em São Paulo, no final do ano passado. Registramos os protestos, a repressão e a ang…


Estamos gravando um documentário sobre as escolas ocupadas e precisamos da sua ajuda

Foto: Fernando DK/Democratize

Acompanhamos a rotina dentro de 13 escolas ocupadas em São Paulo, no final do ano passado. Registramos os protestos, a repressão e a angústia em torno do projeto de reorganização escolar. Tudo isso vai virar filme, mas precisa da sua ajuda: quem vai financiar o documentário “Ocupar e Resistir” será você.

FINANCIE CLICANDO AQUI

Desde o anúncio do projeto de reorganização do ensino, em meados de setembro do ano passado, o Democratize esteve presente nas manifestações convocadas pelo sindicato da Apeoesp, além de grupos estudantis independentes em diversas escolas. De lá pra cá, escolas começaram a ser ocupadas. Cruzamentos importantes foram trancados por alunos com cadeiras escolares. Mais de 200 escolas ocupadas, e a repressão ganhando território. Até o momento em que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) resolveu recuar e suspender o projeto para este ano. Seu secretário da Educação, Herman Voorwald, caiu.

Desde então, o movimento em São Paulo inspirou os jovens ao redor do país. Escolas começaram a ser ocupadas no estado de Goiás, contra as OSs — a terceirização do ensino público promovida pelo governo tucano do estado. Mais de 20 escolas foram ocupadas, e a mesma guerra se repete novamente.

No nosso arsenal até o momento, dezenas de horas de filmagem: o dia-a-dia dentro de 13 escolas ocupadas, registradas com as lentes dos nossos colaboradores. Relatos, momentos de tensão, provocações e desabafos. A brutalidade policial que chamou a atenção do mundo e fez a popularidade do governador Alckmin despencar também não fugiu dos nossos registros.

Nasce o documentário Ocupar e Resistir, um registro imparcial e completamente necessário sobre esse momento histórico do país e de uma geração inteira.

Nosso objetivo é ir além dos documentários já feitos sobre as ocupações até o momento: queremos ocupar os cinemas. Exibir o filme e disseminar a experiência das escolas ocupadas ao redor do país e internacionalmente.

Isso tudo assumindo uma posição independente, onde o único financiador será você. Na primeira etapa do nosso projeto de financiamento coletivo pelo Banque, temos como objetivo alcançar o valor de dez mil reais. Com esse dinheiro, conseguiremos dar andamento para as filmagens com a compra de mais microfones, equipamentos para edição e produção das horas de filmagens acumuladas, manutenção de câmeras da nossa equipe, além de bancarmos duas viagens para o Chile (em busca da experiência chilena que inspirou os alunos de São Paulo) e Goiás (onde dezenas de secundaristas foram presos pelo Estado).

Posteriormente, após a fase de produção do filme, temos como objetivo lançar um segundo financiamento, focado na distribuição e exibição do filme.

Mas pra isso tudo dar certo, você precisa nos ajudar. A jornalista e fotógrafa Giovana Meneguim, da Agência Democratize, gravou um vídeo explicando sobre as etapas do financiamento:

Até o momento, conseguimos arrecadar 42% do valor total da primeira etapa. Se alcançarmos metade do valor (5 mil reais), essa primeira fase já sairá vencedora, tendo o que chamam de sucesso flex. Mas o ideal, para que possamos realizar um trabalho sério e honesto, é chegarmos ao valor de dez mil reais.

Sobre transparência: cada pessoa que financia o documentário através do Banque faz um cadastro com seu e-mail. Ao final do projeto, enviaremos de forma atualizada aos financiadores a prestação de conta com os gastos feitos pela agência com o dinheiro do financiamento.

Além disso, cada valor investido gera uma contra-partida. Por exemplo: se você investir X valor, terá seu nome nos créditos do filme. Ou se decidir investir um pouco mais, pode ganhar um DVD exclusivo do filme, ou até mesmo um convite para a primeira exibição no cinema.

Nos ajude a construir esse documentário. CLIQUE AQUI E FAÇA PARTE DESSA HISTÓRIA.

By Democratize on February 17, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: