Foto: Gustavo Oliveira / Democratize

Despejados por uma torre de transmissão

É pouco provável que Thomas Edison ou mesmo Nicola Tesla tenham pensado que uma invenção, em teoria tão boa, poderia ser a responsável pelo despejo de 260 famílias numa periferia qualquer do mundo.

Ainda mais inverossímil seria achar que Tales de Mileto, ao experimentar o magnetismo pela primeira vez na humanidade, lá no século xispirito antes de Cristo, estaria ajudando um tenente armado de uma pistola, um colega de farda com um fuzil de assalto e outro sujeito de cinza com um chapéu estranho que segurava um calibre 12 a expulsar pessoas de suas próprias casas.

Também não consta em nenhum dos livros de história que Benjamin Franklin, ao inventar o para-raios, pensava em colaborar para que centenas de crianças perdessem o ano letivo.

Mas há sempre os iluminati e há também quem diga que tudo o que ocorreu hoje no Grajaú segue uma lógica e regras absolutamente transparentes e honestas. Haverá sempre quem acredite em papai noel, me diz o duende aqui ao lado.

Foto: Gustavo Oliveira/ Democratize
Foto: Gustavo Oliveira/ Democratize
Foto: Gustavo Oliveira/Democratize
Foto: Gustavo Oliveira/Democratize
Foto: Gustavo Oliveira / Democratize
Foto: Gustavo Oliveira / Democratize

E provavelmente não será preciso citar nenhum dos intelectuais para que as redes de televisão informem à população que “é, faz parte, é triste mas são as regras”. Não é preciso grande esforço intelectual quando não se quer pensar — e isso não é nenhuma redundância.

Não perca o foco. Falávamos de eletricidade.

É bem verdade que houve um fato histórico um pouco mais tenso — é difícil resistir ao trocadilho — entre Nicola Tesla e Thomas Edison. A chamada “Batalha das Correntes”, envolvendo algum dinheiro e uns nomes estranhos como ‘corrente contínua’ ou ‘corrente alternada’.

Corrente, no caso, elétrica. Contínua é como a Polícia Militar, nas periferias da cidade: estão sempre ali, sempre armadas e fazendo ameaças. Alternadas é como a postura do choque nos protestos contrários ou favoráveis ao impeachment (uma hora desce o porrete, na outra tira selfies). Perdemos o foco, o golpe já foi.

Juntando os cacos, como as famílias que encontramos nas casas autodestruídas, o concreto do muro das casas que foram derrubadas, caíram ao chão por conta de uma torre de transmissão. A torre, resultado histórico dos trabalhos de Edison, Tesla e companhia limitada.

Companhia limitada como algumas das empresas do Brasil. Não é, no entanto, o caso da CTEEP — Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista, uma empresa que apesar do nome é multinacional. Ah, claro, faltou esclarecer: a tal torre era da tal empresa.

Outro fato curioso a respeito da CTEEP (a companhia paulista que não é paulista) é sua visão de mundo ou, como gostam os gringos, seus valores: Ética, Excelência, Inovação e Responsabilidade Social.

E o errado é você que lê Responsabilidade Social e pensa que não combina com reintegração de posse. Responsabilidade Social, segundo o site oficial da empresa é: “Buscar continuamente o desenvolvimento sustentável mediante o cumprimento dos compromissos estabelecidos com os nossos grupos de interesse”. Entendeu? Não?

Faz assim: onde está escrito “compromissos estabelecidos com os nossos grupos de interesse” você lê “lucro, bufunfa, dinheiro”.

Agora sim, com tudo explicadinho e sem mais delongas, vamos à notícia.

Cerca de 260 famílias foram despejadas na manhã desta terça-feira (27 de setembro) por estarem há 7 anos morando próximos de uma torre de transmissão, no Grajaú em São Paulo. As famílias não foram avisadas por nenhum oficial de justiça nos últimos 6 meses, não receberam a visita da assistência social da prefeitura e não tiveram direito a discutir a situação com o governo do estado, um dos principais clientes da empresa e responsável direto pelo fuzil de assalto do começo do texto.

Mas a culpa é do Tesla. Ou foi isso que Thomas Edison nos confidenciou.

O duende ao meu lado mandou perguntar se não era mais fácil mudar a torre de lugar. Era melhor não ter explicado nada.

Reintegração De Posse Jd. Monte Verde – Grajaú/SP – 27/09/2016 (Por Gustavo Oliveira)

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: