Com financiamento pelo Catarse, projeto é liderado pelo professor da rede pública de ensino, Dirceu de Souza. O objetivo é fazer com que…

Com alunos da periferia, projeto promove nova abordagem sobre mudança climática

Com alunos da periferia, projeto promove nova abordagem sobre mudança climáticaCom financiamento pelo Catarse, projeto é liderado pelo professor da rede pública de ensino, Dirceu de Souza. O objetivo é fazer com que…


Com alunos da periferia, projeto promove nova abordagem sobre mudança climática

Professor da rede pública de ensino, Dirceu D. Dias de Souza, idealizador do projeto | Foto: Gustavo Oliveira/Democratize

Com financiamento pelo Catarse, projeto é liderado pelo professor da rede pública de ensino, Dirceu de Souza. O objetivo é fazer com que estudantes do ensino médio da escola pública, na periferia de São Paulo, participem de uma nova abordagem relacionadas ao tempo, ao clima e as alterações climáticas.


Por Gustavo Oliveira
e Francisco Toledo

Qual é a participação dos alunos da periferia de São Paulo nos dias de hoje sobre o debate em torno das alterações climáticas?

A resposta para esse questionamento fez com o o professor da rede pública, Dirceu de Souza, iniciasse um projeto que tivesse como objetivo colocar os estudantes da região do extremo-oeste de São Paulo tratando sobre o tema.

Com financiamento coletivo no site do Catarse, o projeto chamado “Micrometereologia e as Alterações Climáticas” busca “promover abordagens inovadoras em uma escola pública, buscando o diálogo entre os conhecimentos discutidos em sala de aula”.

A proposta do Prof. Dirceu é justamente fazer com que os alunos da periferia realizem pesquisas relacionadas ao tempo, ao clima e as alterações climáticas que o mundo enfrenta hoje.

Para funcionar, o projeto precisa arrecadar pelo menos R$10.500,00 pelos próximos 30 dias. Caso dê certo, deve projetar e construir um abrigo meteorológico; uma mini-estação meteorológica; coletar, tratar e analisar dados referentes ao tempo; estabelecer correlações com o clima urbano local; entre outros.

Foto: Gustavo Oliveira/Democratize

“Nossa principal questão de investigação está direcionada na perspectiva de comparar medições efetuadas em uma mini-estação meteorológica local, com a medição de duas estações meteorológicas oficiais, que circulam a unidade escolar”, diz o professor ao Democratize. “Além disso é do nosso interesse confrontar possíveis variações nos parâmetros meteorológicos entre uma área sem cobertura vegetal na escola, e uma área com cobertura vegetal ao lado da escola”, completou.

Sobre a participação de estudantes do ensino médio da rede pública na periferia, o professor diz que “esse projeto é um momento extremamente interessante e especial para que esses estudantes possam tomar conhecimento, iniciar as suas relações, com a área das ciências da natureza. Isso é fudamental nos dias de hoje”.

Para financiar o projeto, clique aqui.

Foto: Gustavo Oliveira/Democratize


Gustavo Oliveira é fotojornalista pela Agência Democratize em São Paulo
Francisco Toledo é co-fundador e fotojornalista pela Agência Democratize em São Paulo

By Democratize on August 3, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: