Foto: Fotos Públicas

Ativistas “atrapalham” banquete de Temer com senadores pró-PEC 241

Mais uma vez, o presidente Michel Temer (PMDB) promoveu um jantar de gala com senadores para debater sobre a necessidade de aprovar a PEC 241, projeto que congela investimentos sociais por 20 anos. Desta vez, ativistas se organizaram mandando mensagens para os senadores presentes, via SMS e WhatsApp.

“Novo jogo. Funciona como uma roleta. Aperte na imagem para começar e clique de novo para ela congelar no nome de um senador que está agora no banquete com o Temer. Você pode mandar um recado por SMS ou WhatsApp dizendo o que pensar sobre a PEC 241”, convocava o grupo Democracia na Real, organizado por ativistas que se posicionam contra o projeto que visa congelar os investimentos na Saúde e Educação por 20 anos.

O motivo foi mais um jantar luxuoso promovido pelo presidente Michel Temer (PMDB) em Brasília, para debater sobre a “necessidade de aprovação da matéria” com senadores. Mais uma vez, o jantar foi gasto com dinheiro público – sendo o valor não divulgado pelo Planalto. É a segunda vez que Temer organiza um banquete com políticos para conversar sobre a PEC 241 – anteriormente, gastou mais de R$100 mil em um jantar com deputados.

A PEC 241 passou pelo teste na Câmara dos Deputados, sendo aprovada em duas votações. Agora, é o Senado que deverá analisar o tema, novamente com duas votações.

O encontro ocorreu na noite desta quarta-feira (26), conforme divulgado anteriormente pela mídia. Desta vez, os ativistas da Democracia na Real se organizaram, promovendo uma ação nas redes sociais e também em relação direta com os senadores.

A ideia era simples: pedir para cada seguidor enviar uma mensagem para algum dos senadores que foram ao jantar, dando a sua opinião sobre o projeto. Os números foram divulgados em um gif, similar a uma roleta.

Em uma das mensagens anteriormente divulgada pelo grupo – e depois apagada -, era possível ver a resposta do senador Álvaro Dias (PV): “Vai trabalhar”, disse para um dos ativistas que mandou mensagem para o seu celular, opinando sobre a PEC 241.

O grupo ironizou a resposta do senador, citando como a PEC 241 irá gerar desemprego nas funções públicas relacinadas a Educação e Saúde, afetando diretamente a vida de professores, funcionários, enfermeiros, médicos, entre outros.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: