Em reunião de conciliação feita nesta tarde em São Paulo, o governo Alckmin tentou manobrar as ocupações, anunciando uma “suspensão tempor…

Alunos denunciam manobra do governo contra ocupações

Alunos denunciam manobra do governo contra ocupaçõesEm reunião de conciliação feita nesta tarde em São Paulo, o governo Alckmin tentou manobrar as ocupações, anunciando uma “suspensão tempor…


Alunos denunciam manobra do governo contra ocupações

Foto: Gabriel Soares/Democratize

Em reunião de conciliação feita nesta tarde em São Paulo, o governo Alckmin tentou manobrar as ocupações, anunciando uma “suspensão temporária de 10 dias” do projeto de reorganização do ensino. Entre vaias e discussão, alunos e movimentos afirmam que não aceitarão a proposta do governo.

“Uma clara tentativa de desmobilizar o movimento”. Foi com essa frase que um aluno da E.E. Heloisa Assumpção recebeu a proposta de suspender a reorganização do ensino por 10 dias, feita pelo secretário de Educação, Herman Voorwald.

Mais cedo, o jornal Folha de São Paulo havia noticiado que a suspensão seria permanente, contanto que os estudantes que estão nas mais de 70 escolas ocupadas deixassem os prédios, no período de 48 horas — o Democratize chegou a anunciar a proposta. Porém, alunos que estavam participando da reunião de conciliação alertaram através das redes sociais que não era bem assim.

Posteriormente, a Folha de São Paulo anunciou que “errou”.

A suspensão de 10 dias, de fato, é uma tentativa clara do governo estadual de parar as mais de 70 ocupações ao redor do estado, enfraquecendo o movimento e tendo cerca de dez dias para então manobrar qualquer tipo de resistência contra o projeto. Segundo Voorwald, a suspensão temporária servirá para “explicar melhor para a população do que se trata o projeto”, e não construir coletivamente com estudantes e professores uma outra proposta.

Estudante discute com o secretário da Educação, durante reunião de conciliação | Foto: Gabriel Soares/Democratize

A “falsa notícia” de que o projeto seria suspenso permanentemente foi recebido com bastante comemoração em boa parte das escolas, mas também com muita cautela.

A aluna Juliana, da E.E. Heloisa Assumpção, participava da reunião de conciliação, e fez questão de avisar os demais alunos da escola que não se tratava de uma proposta viável e confiável. “Eles querem nos desmobilizar e continuar a mentir para a população. Nenhum aluno vai sair daqui até que esse projeto caia de vez”, disse um dos alunos que participa da ocupação na escola em Osasco.

Acompanhe aqui em tempo real toda a mobilização dos estudantes em São Paulo, contra o projeto de reorganização do ensino defendido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). Com mapa interativo e informações, o Democratize quer o debate democrático sobre a educação.

By Democratize on November 19, 2015.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: