Pela segunda vez, o senador tucano é citado nas gravações de Sérgio Machado. Publicado pela Folha de S. Paulo, conversa entre o empresário…

“Aécio está com medo, me procurou” diz Renan Calheiros em conversa sobre Lava Jato

“Aécio está com medo, me procurou” diz Renan Calheiros em conversa sobre Lava JatoPela segunda vez, o senador tucano é citado nas gravações de Sérgio Machado. Publicado pela Folha de S. Paulo, conversa entre o empresário…


“Aécio está com medo, me procurou” diz Renan Calheiros em conversa sobre Lava Jato

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Pela segunda vez, o senador tucano é citado nas gravações de Sérgio Machado. Publicado pela Folha de S. Paulo, conversa entre o empresário e o senador Renan Calheiros mostra tentativa de blindar a classe política na operação Lava Jato: “Aécio está com medo. [me procurou e disse]: ‘Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa’”.


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), foi a vítima da vez nas gravações do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Divulgada hoje pelo jornal Folha de S. Paulo, o foco principal do diálogo entre os dois é uma tentativa de mudar a lei que trata da delação premiada, na tentativa de impedir o avanço da operação Lava Jato na classe política após o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Na segunda-feira (23), foi o ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB), que teve conversas com o empresário divulgadas pelo mesmo jornal.

A situação causou a primeira turbulência no governo interino de Michel Temer (PMDB), levando o questionamento sobre a legalidade e legitimidade do processo de impeachment de Dilma, além da clara tentativa da base pró-Temer de brecar a Lava Jato e o juiz Sérgio Moro.

E mais uma vez, o senador Aécio Neves (PSDB) é citado nas conversas.

Na primeira, ainda com Jucá, ambos conversavam que “o primeiro a ser comido vai ser o Aécio”, nas palavras de Machado sobre a Lava Jato. Jucá ainda reclamava que o tucano não ganha eleições: “O Aécio não tem condição, a gente sabe disso, porra. Quem não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campamnha do PSDB”.

Agora, citado pelo senador Renan Calheiros, o tucano de Minas Gerais teria procurado o presidente do Senado “com receio” de um avanço da Operação Lava Jato.

Primeiro pronunciamento do presidente interino Michel Temer, com o senador Aécio Neves ao seu lado | Foto: Alice V/Democratize

Machado: E tá todo mundo sentindo um aperto nos ombros. Está todo mundo sentindo um aperto nos ombros.

Renan: E tudo com medo.

Machado: Renan, não sobra ninguém, Renan!

Renan: Aécio está com medo. [me procurou e disse]: ‘Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa’

Machado: Renan, eu fui do PSDB dez anos, Renan. Não sobra ninguém, Renan.

Em outro trecho, o empresário diz que os tucanos perceberam que “eles é o próximo da vez”.

Machado: É o seguinte, o PSDB, eu tenho a informação, se convenceu de que eles é o próximo da vez

Renan: [concordando] Não, o Aécio disse isso lá. Que eu sou a esperança única que eles têm de alguém para fazer o…

Machado: [interrompendo] O Cunha, o Cunha. O Supremo. Fazer um pacto de Caxias, vamos passar uma borracha no Brasil e vamos daqui para a frente. Ninguém mexeu com isso. E esses caras do…

Renan: Antes de passar a borracha, precisa fazer três coisas, que alguns do Supremo [inaudível] fazer. Primeiro, não pode fazer delação premiada preso. Primeira coisa. Porque aí você regulamenta a delação e estabelece isso.

Para ler a reportagem completa e ouvir os áudios, clique aqui.

By Democratize on May 25, 2016.

Exported from Medium on September 23, 2016.

Posts Relacionados

On Top
error: Para reproduzir o conteúdo do Democratize, entre em contato pelo formulário.
%d blogueiros gostam disto: